Salmão ao molho de nata com pimenta e coentro em cama de risoto de damasco e mix de cogumelos

Adoro receber amigos em casa – principalmente amigos especiais e que não vejo há muito tempo. Sempre acho que estes momentos são feitos para realmente aproveitarmos, pois amigos verdadeiros são eternos presentes.

No último final de semana recebi amigos realmente muito especiais aqui e decidi caprichar no menu do jantar de sábado. Desta vez, contrariando minha própria natureza :-), planejei, comprei tudo com antecedência e fiz um prato que ficou absolutamente divino: salmão ao molho de nata com coentro (já havia o feito nesta receita) e risoto de damasco com cogumelos. A combinação ficou espetacular: o sabor picante da pimenta combinou muito com o risoto agridoce de damasco. Para fechar a harmonização, escolhemos um espumante rosê brut da Cave Geisse. Perfeito.

Ingredientes para 4 pessoas:

  • 4 pedaços de filé de salmão, temperados com sal e pimenta do reino
  • 1 pote de nata
  • 1 maço de coentro verde picadinho
  • 2 pimentas dedo de moça
  • 1 xícara grande de arroz arbóreo
  • 1/2 tablete de manteiga sem sal
  • 1 litro de caldo de ervas com frango (você pode preparar antes, colocando em uma panela para ferver por uns 30 a 45 minutoos um pedaço de frango, manjericão, manjerona, tomilho, coentro e sálvia, 1 cenoura e 1 batata grande)
  • 100 gr. de damasco picado
  • 100 gr. de queijo parmesão ralado na hora
  • 1 copo de vinho branco seco
  • 1 bandeja de mix de cogumelos (normalmente, eu acho pronto no supermercado uma bandeja com o cogumelo ostra e outros tipos, em um mix. Caso você não encontre, pode ussar o cogumelo castanho ou o Paris)
  • sal
  • pimenta do reino a gosto

Modo de preparar:

Sempre que um prato principal envolve algum tipo de risoto, é preciso tomar cuidado na preparação, para evitar que você acabe deixando o risoto passar do ponto. Por isso, é importante que, ao iniciar, todos os ingredientes já estejam devidamente picados e separados, o caldo para o risoto pronto e fervendo e todo o resto à mão. Lembre-se de já ter lavado os cogumelos, levando-os à manteiga quente por uns 3 minutos – isso ajudará que você consiga ter todo o sabor dos cogumelos (não esqueça de adicionar sal).

Bem, vamos ao que interessa:

Peixe: o salmão é muito fácil de praparar e não exige muito trabalho, basta você colocar  os filés (já temperados com sal e pimenta do reino)  em um frigideira grande, com um pouco de óleo bem quente. Assim que um lado dourar (o que levará cerca de 3 a 4 minutos), vire do outro lado e espere dourar também. Quando estiver pronto, coloque em um travessa e leve ao forno, pré aquecido a 180 graus.

Molho para o peixe: este também é facílimo: acrescente em uma panela a nata, coentro, sal e pimenta dedo de moça. Deixe ferver por uns 6 minutos, até que o molho reduza um pouco e fique mais grosso. Desligue o fogo e reserve.

Risoto: coloque o arroz arbóreo em uma panela grande, com óleo quente. Deixe fritar, sempre mexendo, por cerca de 5 minutos. Em seguida, adicione o vinho branco e siga mexendo. Quando o vinho secar, adicione uma concha do caldo de ervas com frango (que deverá estar fervendo em outra panela). Siga mexendo e, assim que secar, adicione mais caldo. Siga fazendo este processo até que o arroz esteja al dente. Adicione, então, o queijo parmesão, os cogumelos, damasco e manteiga. Deixe ferver por 1 minuto e corrija o sal, caso necessário. Adicione um pouco de pimenta do reino e desligue.

Finalizando o prato: coloque primeiramente o risoto e, em cima, o salmão. Sobre o salmão coloque o molho de nata. Eu deixei alguns cogumelos separados e adicionei sobre o peixe, junto com um pouco de coentro verde.

Espero que goste, pois o prato ficou realmente divino! Bom apetite!

PeixeMolhoNataRisotoDamasco

Anúncios

2 Respostas para “Salmão ao molho de nata com pimenta e coentro em cama de risoto de damasco e mix de cogumelos

  1. Realmente divino! Claro que considerando essa Chef uma das pessoas mais impressionantes que conheço, nada que saia de sua cabeça e coração decepciona! Mas entrando em detalhes, o Salmão estava divino, suculento, podia se sentir o gosto das ervas e dos cogumentos, e o risoto estava maravilhoso, com o sabor doce do damasco dando um equilíbrio perfeito ao prato. Além disso, a conversa, regada a champagne, ao invés de matar as saudades, só fez aumentá-las, e com certeza, essa amizade pede novo encontro e nova receita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s